Facebook Linkedin Facebook
Ambifood Presente na Tecnipão 2018 Química Líquida Supera Microondas Na Digestão De Metais Vestigiais Vapodest® - O Melhor Para Determinação de Álcool em Bebidas Análise NIR Atualizada para Norma ISO 12099 Portugal Afetado por Intoxicação com Atum Espanhol Adulterado Soxtherm® Na Indústria Têxtil EFSA Abre Consulta Pública Sobre Listeria Ambifood na Feira Alimentaria 2017 Rida Cube Scan no Scotch Whiskey Research Institute Descoberta Bactéria "Listeria" Num Lote de Queijos na Ilha das Flores Fraude alimentar: O que está na nossa comida? Ver mais »

Notícias - 6 Formas de Diminuir o Risco de Doença de Alzheimer

6 Formas de Diminuir o Risco de Doença de Alzheimer 09/03/2017

Há coisas que pode começar a fazer hoje.



À medida que envelhecemos, os nossos cérebros começam a ficar menos perspicazes, tornando mais difícil a aprendizagem de coisas novas ou a lembrança de eventos importantes. E para alguns, esse declínio cognitivo pode ser significativo e, por vezes, conduzir à doença de Alzheimer.

Quando se trata de Alzheimer, há mais fracassos nos medicamentos do que sucessos. Em média, cerca de 99 % de todas as drogas em ensaios clínicos nunca chegam a ser aprovadas, e ainda há medicamentos em 2017 que falham ensaios nos estágios finais. No entanto, existem outras maneiras de diminuir o risco de contrair esta doença.

Lydia Ramsey, do Business Insider, conversou com a CEO da Neurotrack Elli Kaplan cuja empresa lançou recentemente uma avaliação on-line que ajuda as pessoas a entender o estado de saúde da sua memória, para aprender sobre algumas das maneiras que podem levar à diminuição do risco de Alzheimer e declínio cognitivo em geral.

A empresa também fornece um programa que pode ser usado para evitar parte desse declínio cognitivo.

Aqui está o que a ciência tem a dizer sobre as melhores formas para reduzir o risco de Alzheimer e declínio cognitivo.




1. Preste atenção à sua alimentação.


Uma dieta certa pode contribuir para a diminuição do risco de declínio cognitivo - em particular a dieta chamada MIND, abreviatura de "Mediterranean-DASH Intervention for Neurodegenerative Delay” ou dieta mediterrânea/DASH para o atraso neurodegenerativo.

É uma versão híbrida das dietas Mediterrânea e DASH (Dietary Approches to Stop Hypertension - uma dieta quem sofre de hipertensão e colesterol), focada nos aspectos destas dietas relacionados com o cérebro.

As bagas, o azeite, as nozes, e as verduras são alimentos básicos da dieta que foi projetada com base em estudos de grande escala sobre o declínio cognitivo. Chegou, inclusivamente, a ser classificada como a terceira melhor dieta do mundo na US news e na World Report.

Um estudo de quase 1.000 idosos constatou que a dieta diminuiu o risco de Alzheimer em 35 por cento para aqueles que a seguiram moderadamente e em 53 por cento em pessoas que a seguiram rigorosamente.

Tal vai de encontro com o que Maria Carrillo, diretora científica da Associação de Alzheimer (Alzheimer's Association) disse em julho do ano passado:

"Divirta-se, coma refeições saudáveis e pode acabar por ajudar o seu cérebro, assim como seu coração.”




2. Mantenha-se ativo.


Citando ensaios e estudos epidemiológicos, o National Institute on Ageing dos Estados Unidos descobriu que o exercício físico também pode desempenhar um papel fundamental na redução do risco de Alzheimer e declínio cognitivo em geral.

O programa da Neurotrack recomenda exercícios de força e cardiovasculares.

O exercício físico traz ainda benefícios de saúde adicionais, contribuindo para a ideia de que o que é bom para o seu coração e corpo também pode ser bom para o seu cérebro.



3. Diminua os seus níveis de stress sempre que possível.


Há evidências que sugerem uma ligação entre stress e risco aumentado de Alzheimer e declínio cognitivo.

Um pequeno estudo de 2009 descobriu que dos 41 participantes com ligeiras debilitações cognotivas, aqueles que tinham avaliações de stress mais altas, também tiveram taxas mais rápidas de declínio cognitivo.

A boa notícia é que há uma abundância de passos que pode tomar para gerir o stress da melhor forma, tais como exercícios de respiração, meditação e yoga.



4. Mantenha hábitos do sono saudáveis.


Pouco sono pode trazer uma série de aspectos negativos para o seu corpo e para o seu cérebro.

Um relatório de estudos observacionais de 2014 revelou que um descanso deficiente é um fator de risco para o declínio cognitivo e Alzheimer.

Embora os investigadores tenham dito que são necessários mais estudos para se perceber o porquê, concluíram que um "sono saudável parece desempenhar um papel importante na manutenção da saúde do cérebro com a idade, e pode desempenhar um papel fundamental na prevenção [da doença de Alzheimer]”.




5. Permaneca socialmente ativo.


O componente social é algo que a Neurotrack está a trabalhar arduamente para resolver, disse Kaplan. A empresa tem planos para construir uma rede social interna para abordar esta questão.

Desde a avaliação lançada em dezembro de 2016, a CEO referiu que milhares de pessoas se juntaram a um grupo privado no Facebook para conversar sobre os seus resultados.

Kaplan disse que há mesmo um grupo na Nova Zelândia que começou a reunir-se em cafés depois da avaliação ser feita.

Ficar sociável ativo pode ser uma óptima maneira de reduzir o risco de declínio cognitivo e Alzheimer.

De acordo com o National Institute on Ageing, permanecer cognitivamente ativo, quer com estimulação intelectual ou integração social, está ligado a uma diminuição do risco de Alzheimer.



6. Estimule a sua mente através da leitura, jogos ou outras formas.


Através do envolvimento social, permanecer estimulado intelectualmente tem sido associado a uma diminuição do risco de Alzheimer.

Esse tipo de estímulo, de acordo com o National Institute on Ageing, pode ser qualquer coisa desde fazer palavras cruzadas, assistir a palestras ou jogar jogos de memória.




Para mais informações sobre como levar uma vida mais saudável e reduzir o risco de doenças como o Alzheimer, entre em contacto connosco.

Pode também mandar-nos mensagem através do Facebook Messenger da nossa página do Facebook!


« voltar

COMPETE - QREN - EU