Facebook Linkedin Facebook
A App RIDA®SMART na Schapfenmühle Métodos Rápidos para Análise de Micotoxinas Controlo de Qualidade NIR 3.0 Ambifood Presente na Tecnipão 2018 Química Líquida Supera Microondas Na Digestão De Metais Vestigiais Vapodest® - O Melhor Para Determinação de Álcool em Bebidas Análise NIR Atualizada para Norma ISO 12099 Portugal Afetado por Intoxicação com Atum Espanhol Adulterado Soxtherm® Na Indústria Têxtil EFSA Abre Consulta Pública Sobre Listeria Ambifood na Feira Alimentaria 2017 Ver mais »

Notícias - Fraude alimentar: O que está na nossa comida?

Fraude alimentar: O que está na nossa comida? 21/04/2017

Ambifood Alimentar

Desde o escândalo de carne de cavalo é claro que a nossa comida não é sempre o que pensamos que é. Os casos de fraude alimentar surgem cada vez mais e a preocupação dos consumidores aumenta. Apresentamos cinco factos sobre fraude alimentar que você deve conhecer.


1. Fraude alimentar vem em muitas formas

Geralmente, o termo "fraude alimentar" refere-se à adulteração deliberada do alimento para fins lucrativos. Isto inclui substituição, adição, adulteração ou deturpação de alimentos ou ingredientes alimentares - por exemplo, a diluição do leite com água, a mistura de carne com carne de cavalo ou a rotulagem ilícita de alimentos como "sem OGM" ou "orgânico". Mais especificamente, John Spink e Douglas Moyer da Michigan State University identificaram até sete tipos distintos de fraude alimentar:

  • Adulteração: Um componente do produto acabado é fraudulento
  • Manipulação: O produto e a embalagem legítimos são utilizados fraudulentamente
  • Over-run: produto legítimo é feito em excesso contrariando acordos de produção
  • Roubo: produto legítimo é roubado e passado como legitimamente adquirido
  • Desvio: A venda ou distribuição de produtos legítimos fora dos mercados pretendidos
  • Simulação: produto ilegítimo é projetado para parecer, mas não exatamente copiar o produto legítimo
  • Falsificação: Todos os aspectos do produto fraudulento e da embalagem são totalmente replicados


2. A fraude alimentar é generalizada

Embora não existam dados precisos disponíveis, vários estudos indicam que a fraude alimentar tem aumentado nos últimos anos. As principais razões para isso são a globalização e as complexas cadeias de abastecimento alimentar associadas. Entre novembro de 2015 e fevereiro de 2016, a Europol apreendeu mais de 10 mil toneladas de alimentos e mais de um milhão de litros de bebidas. Estima-se que cerca de 10% de todos os produtos alimentares vendidos comercialmente são afetados. Os alimentos mais frequentemente adulterados incluem peixe, mel, azeite, leite, especiarias, sumos de frutas, café, chá e carne.



3. A fraude alimentar é um negócio altamente lucrativo

A fraude alimentar é um negócio lucrativo para criminosos. De acordo com uma declaração recente do presidente do Escritório Federal Alemão de Proteção ao Consumidor e Segurança Alimentar (BVL), Helmut Tschiersky, os especialistas estimam que os lucros da fraude alimentar atingem valores semelhantes aos lucros provenientes do tráfico de drogas.



4. A fraude alimentar é quase imperceptível

Os alimentos adulterados não são geralmente aparentes para o consumidor - não diferem de produtos genuínos em termos de aparência ou sabor. A verdadeira origem de um produto alimentar só pode ser detectada no laboratório por meio de testes de PCR com base no DNA. As inspecções regulares dos alimentos efectuadas pelos fabricantes e pelas autoridades são, assim, essenciais para identificar uma possível fraude.



5. A fraude alimentar pode constituir um risco para os consumidores

Normalmente, a fraude alimentar não representa nenhum risco para a saúde humana - na maioria dos casos, a única consequência é que o consumidor paga o preço de um produto de alta qualidade para apenas receber um de qualidade inferior. No entanto, a fraude alimentar pode ser fatal para pessoas alérgicas se alergéneos não marcados entrarem no produto - por exemplo, quando um saco de amêndoas picadas é misturado com amendoim. As consequências podem ser dramáticas.



Para mais informações sobre fraude alimentar e como a detetar por favor entre em contacto connosco.

Pode também entrar em contacto através do Facebook Messenger da nossa página do Facebook!


« voltar

COMPETE - QREN - EU