Facebook Linkedin Facebook
A App RIDA®SMART na Schapfenmühle Métodos Rápidos para Análise de Micotoxinas Controlo de Qualidade NIR 3.0 Ambifood Presente na Tecnipão 2018 Química Líquida Supera Microondas Na Digestão De Metais Vestigiais Vapodest® - O Melhor Para Determinação de Álcool em Bebidas Análise NIR Atualizada para Norma ISO 12099 Portugal Afetado por Intoxicação com Atum Espanhol Adulterado Soxtherm® Na Indústria Têxtil EFSA Abre Consulta Pública Sobre Listeria Ambifood na Feira Alimentaria 2017 Ver mais »

Notícias - Antibióticos na carne: 5 factos sobre resíduos na comida

Antibióticos na carne: 5 factos sobre resíduos na comida 22/10/2016

Ambifood Alimentar

Os resíduos de antibióticos na carne tornaram-se num tópico muito falado. Existe uma incerteza generalizada: quão perigosos são os resíduos de drogas para os consumidores? E como podemos ter a certeza que a comida que consumimos não tem resíduos? Respondemos a 5 perguntas pertinentes


1. Como é que os antibióticos chegam à carne?


Quando os animais de criação são tratados com antibióticos os resíduos da droga assentam nos tecidos do animal. Estes resíduos acabam não só na carne mas também noutros produtos de origem animal como leite, ovos e mel. O uso de antibióticos em animais é generalizado e, muitas vezes, necessário uma vez que, ao manter um grande número de animais em pequenos espaços, as infecções podem espalhar-se rapidamente. Um tratamento para animais doentes e outro preventivo para animais saudáveis é, muitas vezes, crucial. No entanto, é proibida a utilização de antibióticos como promotores de crescimento.


2. Os antibióticos apresentam um risco para a saúde?


Os antibióticos são medicamentos essenciais para o tratamento de infecções bacterianas. No entanto, resíduos de drogas em alimentos podem potencialmente ter efeitos cancerígenos, tóxicos ou alérgicos. Se os limites máximos de resíduos estiverem a ser cumpridos, os resíduos representam um baixo risco para a saúde do consumidor.


3. O que é que a resistência a antibióticos significa?


O crescente uso de antibióticos leva a um aumento de resistência gradual. Isto significa que as bactérias desenvolvem-se e tornam-se insensíveis a certos antibióticos. O contacto com germes resistentes pode levar a infeções perigosas e difíceis de tratar. Para se proteger contra germes resistentes, o consumidor deve respeitar certas medidas de higiene. Por exemplo, a carne deve ser bem cozinhada.


4. Quão grande é o problema dos antibióticos na comida?


Na União Europeia, o uso de antibióticos é regulado por lei. Em muitos países, os limites máximos de resíduos foram determinados e são inspecionados de forma aleatória. Quando os animais são tratados com antibióticos, um período de espera é exigida antes do abate. Como resultado destes controlos rigorosos, a descoberta de grandes quantidades de antibióticos na carne tornou-se rara. Os antibióticos são encontrados em pequenas quantidades maioritariamente em aves e suínos. Produtos de carne bovina ou de outra origem animal, como leite, ovos e mel raramente contêm resíduos.


Se tem alguma dúvida ou procura a nossa ajuda ligue-nos ou mande mensagem através do Facebook Messenger da nossa página!


5. Como são detectados os resíduos de antibióticos?


Os resíduos de antibióticos nos alimentos podem ser detectados de várias formas. Um teste ELISA permite a quantificação precisa de certos antibióticos. Através da realização de uma preparação de amostras utilizando colunas de imuno-afinidade e um posterior teste HPLC, mesmo as matrizes complexas podem ser analisadas. O Premi®Test é um teste microbiano rápido. Neste teste, uma população de bactérias é adicionada à amostra. Com base no crescimento das bactérias, é possível ver se a amostra contém antibióticos ou não. Este método permite um rastreio simples e de baixo custo para uma ampla gama de antibióticos. Além disso, este teste pode ser realizado diretamente no local.


Os resíduos de antibióticos também podem ser detectados em urina bovina e suína. Nesse caso, o reagente Premi®Test Urina deve ser adicionado à amostra de urina. Após este passo, o Premi®Test pode ser levado a cabo regularmente. A triagem de resíduos de antibióticos na urina é agora ainda mais fácil.



Saiba mais sobre a nossa oferta de testes para a detecção de resíduos aqui ou contacte-nos.


« voltar

COMPETE - QREN - EU